Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2018

Solidariedade à CNBB

Por Roberto Malvezzi (Gogó) “Nas horas de Deus, amém”, musicou meu irmão de música e caminhada Zé Vicente, tomando a expressão do meio do nosso povo. Diante da irracionalidade Jesus se calou. Era a hora das trevas. “O ódio é um fardo pesado demais para se carregar. Decidi ficar com o amor”, alertou Luther King. Pois bem, os ataques à CNBB não se deram apenas na fala do Bozo dizendo que a Conferência é a “parte podre da Igreja”, junto com o CIMI. Nem apenas por aquele homem agredindo as pessoas na porta da sede da CNBB em Brasília. Mas é de forma contínua, por um massivo envio de e-mails, de telefonemas, por outras mídias sociais. Agridem também os padres mas missas e houve ameaça de jogar bomba na sede. Já foi constatado que parte do ataque provém de um robô situado em Portugal. É para intimidar e conseguem seu objetivo com as telefonistas, as recepcionistas, todos e todas que tem a tarefa do contato mais imediato com o público. A preocupação fundamental é o que vai acontecer com os indígen…

Juazeiro e Petrolina sediam Ato Político e Cultural em defesa da democracia

Imagem
Movimentos Populares de todo o Semiárido realizarão um grande ato político e cultural em defesa da democracia e dos direitos do povo brasileiro. O evento, que terá concentração a partir das 14 h, na Praça da Catedral, em Petrolina (PE), deverá reunir milhares de pessoas de 10 estados, as quais seguirão em caminhada para Orla Nova de Juazeiro (BA).
Edivagno Matos, da Via Campesina, uma das organizações que está na construção do ato, explica que o país “está vivendo um momento muito complexo”. Segundo a liderança camponesa, de um lado está “o projeto de vida, democrático, de inclusão social e a retomada dos direitos” que foram perdidos com o Governo Temer, instaurado com o Golpe de 2016. Do outro lado, ainda de acordo com Edivagno, está a candidatura “que representa o que há de pior em um país onde vive a democracia”, que representa o interesse da burguesia em detrimento dos direitos das/dos trabalhadores/as brasileiras/os.
Segundo o integrante da Via Campesina é hora de defender os avanç…

NOTA PÚBLICA: Com as armas da solidariedade e da justiça, resistamos à mentira, hipocrisia e barbárie!

Imagem
A Diretoria e a Coordenação Executiva Nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT), em Nota Pública, manifestam que, diante da atual conjuntura brasileira, “Ninguém pode se furtar a tomar posição. Omitir-se numa situação destas é apoiar o retrocesso e o desmonte de direitos em nosso país. Agora é a hora de resistência à mentira, hipocrisia e barbárie”. E reafirma seu compromisso de mais de quatro décadas de continuar, sempre, "ajudando os povos do campo na luta pelos seus direitos e por vida mais digna".  Confira o documento na íntegra:


NOTA PÚBLICA DA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA (CPT) A Diretoria e a Coordenação Executiva Nacional da CPT assumem como seu dever tomar posição, não se omitindo, nesta hora em que os destinos de nossa nação estão sob graves riscos. Os povos e comunidades do campo, a quem a CPT se põe a servir há 43 anos, estão entre os que mais serão afetados caso for vitorioso o projeto de desconstrução de direitos defendido pelo candidato do PSL. Uma onda nacional…

Votamos na civilidade

Por Letícia Sabatella e Roberto Malvezzi Vamos votar na civilidade, no respeito pelas pessoas, pelo que é diferente. Também votaremos na educação, na saúde, no salário mínimo digno, no décimo terceiro salário, nas férias remuneradas, na convivência pacífica entre os brasileiros. Também somos contra a corrupção, mas de todas as formas, inclusive de todos os partidos e pessoas envolvidas, mas também contra a corrupção dos bilhões de reais nos paraísos fiscais do mundo, na sonegação de impostos, na subtração dos direitos trabalhistas e previdenciários. Somos contra a corrupção, mas também contra a hipocrisia. Votamos no respeito e no diálogo entre as diferenças, na convergência saudável, no equilíbrio, na democracia. Por isso, repudiamos a tortura, a discriminação racial, sexual e o armamentismo da população. Igualmente repudiamos a indústria armamentista que banca candidatos, mas que ganha fortunas vendendo armas e pondo a vida do povo em verdadeira situação de guerra civil. Repudiamos as a…

A Conjuntura Política na Reta do Primeiro Turno

Imagem
Por Roberto Malvezzi (Gogó) É bom considerarmos os elementos desse jogo complexo que são as eleições brasileiras de 2018, no momento atual do Brasil e do mundo. Do presídio Lula mostra toda sua força. Quiseram eliminar a figura de Lula prendendo-o, condenando-o, impedindo sua candidatura e eleição. Entretanto, do presídio ele leva seu candidato ao segundo turno, tudo indicando que será o novo presidente. O que seus algozes não conseguiram compreender – e jamais conseguirão – é que um preso político tem mais força que um candidato comum.A pulverização do PSDB e aliados. O preço do golpe é a destruição eleitoral do PSDB. Não sobrou Aécio – teve que descer da presidência para ser um deputado federal – Alckmin, Serra, ninguém. Com propostas voltadas exclusivamente para o mercado, o PSDB mostra que não tem projeto nenhum para o povo e é dissolvido pelo voto popular. A parcela mais civilizada do PSDB vai com o projeto mais inclusivo no segundo turno.A emergência do nazifascismo. O Brasil tem …