Postagens

Mineradora não para durante pandemia e Angico dos Dias sofre com novas explosões e risco de contaminação

Imagem
Com a pandemia do novo coronavírus, a população, da cidade e do campo, tem mudado de hábitos e adotado as recomendações de isolamento social dos órgãos de Saúde. Na Bahia, as medidas que visam conter a propagação do vírus já estão vigentes há mais de um mês. No entanto, para quem vive em territórios com a presença da mineração, se proteger da Covid-19 tem sido ainda mais difícil.
A comunidade tradicional de fundo de pasto Angico dos Dias, localizada no município de Campo Alegre de Lourdes (BA), tem convivido com o medo diário de contaminação. A mineradora de fosfato Galvani, instalada na comunidade, não parou suas atividades. Caminhões e trabalhadores da empresa que vêm de outros municípios continuam circulando no território. Além desse fluxo de pessoas, a comunidade foi surpreendida na tarde da última sexta-feira (24) com novas explosões da mineradora, aumentando a insegurança em um momento já difícil provocado pela pandemia.

“Tremeu tudo! Em plena pandemia, as pessoas em suas casas,…

COMUNICADO | Pandemia do novo coronavírus

Imagem
Diante da pandemia do novo coronavírus, atendendo às recomendações dos órgãos de saúde e governos, e em sintonia com as deliberações da nossa Diocese, a CPT Juazeiro repensou suas atividades e rotina de trabalho durante este momento que estamos vivendo. Atividades presenciais estão suspensas, mas nossa equipe está à disposição através dos nossos canais de comunicação. Nosso compromisso é defender e garantir a vida, acima de tudo.
Abaixo, o comunicado na íntegra. 

Na luta contra as opressões atuais, mulheres camponesas se aprofundam na história do feminismo

Imagem
Luiza Mahin, Teresa de Benguela, Sojourner Truth, Olympe de Gouges, Emily Davison. Esses nomes que são desconhecidos para muitos/as correspondem a mulheres que fizeram parte da história das lutas femininas, no Brasil e no mundo, mas, que muitas vezes são esquecidas. Com o objetivo de aprofundar o conhecimento sobre o movimento de mulheres por igualdade e direitos, a segunda etapa da Formação Continuada Gênero e Agroecologia da Rede Mulher do Sertão do São Francisco teve como tema a história do feminismo.
A Formação, que tem como público mulheres camponesas, aconteceu nos dias 29 de fevereiro e 1º de março, no Centro de Formação Dom José Rodrigues, em Juazeiro – BA. No encontro, agricultoras, pescadoras e apicultoras conheceram a origem do feminismo através dos marcos históricos – a exemplo da Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã (1791) e do movimento sufragista -, das heroínas negras e das chamadas “ondas feministas”, momentos históricos que abrangem um conjunto de reivindica…

Jovens de Pilão Arcado fortalecem articulação no município

Imagem
Cerca de 30 jovens do campo e da cidade de Pilão Arcado se reuniram, na comunidade Casa Verde, para discutir o protagonismo da juventude no município. No encontro, realizado no último sábado (15), os/as jovens dialogaram sobre a necessidade de fortalecer a articulação das diversas organizações da juventude de Pilão Arcado e traçaram um planejamento para o ano de 2020. “É importante que a juventude esteja organizada para pautar os seus sonhos, os seus objetivos e anseios, pois a juventude hoje pensa em construção coletiva. É uma juventude que tem sonhos para desenvolver no seu território de origem, nas suas comunidades”, afirmou Marcos Carvalho, jovem da comunidade Vereda da Onça e integrante da Associação de Técnicos em Agropecuária e Apoiadores da Agricultura Familiar do Estado da Bahia (ATAF).
No encontro, os/as participantes também ouviram a experiência de Deuziene Vila Nova. A jovem, da comunidade de fundo de pasto Mosquito, participou, em novembro do ano passado, das atividades com…

Curta-metragem aborda formação da CPT com juventude rural

Imagem
Desde 2014, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) de Juazeiro realiza a Escola de Formação da Juventude Rural, atividades formativas com jovens de comunidades tradicionais de fundo de pasto. A Escola, que surgiu a partir de uma demanda das organizações camponesas da região, já aconteceu nos municípios de Casa Nova, Campo Alegre de Lourdes, Pilão Arcado, Remanso e Sento Sé. Para contar a história desse processo de formação, dois estudantes de jornalismo produziram o documentário "Jovens na Luta: Relatos sobre a Escola de Formação da Juventude Rural". 
O curta-metragem, de aproximadamente 10 minutos, traz relatos de jovens, lideranças comunitárias e agentes pastorais que fizeram e ainda fazem parte da Escola de Formação, cujo objetivo é despertar na juventude o sentimento de pertencimento em relação aos seus territórios. Comunicação e cultura, terra e território, gênero e políticas públicas são algumas das temáticas abordadas durante as etapas da formação. 
"Buscamos formar um…

17ª Romaria de Pau de Colher acontecerá na próxima sexta-feira (13)

Imagem
No dia de Santa Luzia, próxima sexta-feira (13), será realizada, no município de Casa Nova (BA), a 17ª Romaria de Pau de Colher. Com o tema “Serás libertado pelo direito e a justiça” (Is 1,27), inspirado na Campanha da Fraternidade deste ano, a Romaria terá início às 9h.
A concentração será no “acampamento”, local em que na década de 1930 reuniu um movimento camponês religioso, social e político, composto por aproximadamente quatro mil pessoas. No mesmo espaço, em janeiro de 1938, cerca de mil camponeses foram massacrados pelo Estado brasileiro.

Como de tradição, a Romaria faz memória ao massacre que aconteceu, há 81 anos, na comunidade Pau de Colher. Do acampamento, os romeiros e romeiras seguirão até o pé de juazeiro da comunidade, onde será celebrada a missa. Durante a caminhada, haverá três momentos de parada e reflexão.
A 17ª Romaria de Pau de Colher é organizada pela comunidade, vizinhança, Paróquia de São José Operário/Área Pastoral São Sebastião e Comissão Pastoral da Terra (CP…

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Imagem
Bombas de gás, spray de pimenta, casas destruídas, trabalhadores feridos e cerca de 700 famílias sem ter para onde ir. Essa é a situação dos acampamentos Abril Vermelho, no Projeto Salitre, em Juazeiro, Irmã Dorothy e Iranir de Souza, no Projeto Nilo Coelho, em Casa Nova (BA). Os despejos violentos realizados pela Polícia Federal, que tiveram início na madrugada de hoje (25), cumprem mandados de reintegração de posse em favor da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Em Juazeiro, os/as integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupavam a área desde 2012. No local, há uma produção diversificada da agricultura familiar. “Aqui sustentava pra mais de duas mil pessoas, o projeto é grande, tem banana, coco, tem todo tipo de fruta. A gente alimentava o Ceasa, e o que a gente faz aqui dentro alimentava também a mesa de quem tá fazendo isso aí [destruindo o acampamento]”, desabafa o acampado Francisco Nascimento.
De acordo com os…