Postagens

Mostrando postagens de 2019

Curta-metragem aborda formação da CPT com juventude rural

Imagem
Desde 2014, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) de Juazeiro realiza a Escola de Formação da Juventude Rural, atividades formativas com jovens de comunidades tradicionais de fundo de pasto. A Escola, que surgiu a partir de uma demanda das organizações camponesas da região, já aconteceu nos municípios de Casa Nova, Campo Alegre de Lourdes, Pilão Arcado, Remanso e Sento Sé. Para contar a história desse processo de formação, dois estudantes de jornalismo produziram o documentário "Jovens na Luta: Relatos sobre a Escola de Formação da Juventude Rural". 
O curta-metragem, de aproximadamente 10 minutos, traz relatos de jovens, lideranças comunitárias e agentes pastorais que fizeram e ainda fazem parte da Escola de Formação, cujo objetivo é despertar na juventude o sentimento de pertencimento em relação aos seus territórios. Comunicação e cultura, terra e território, gênero e políticas públicas são algumas das temáticas abordadas durante as etapas da formação. 
"Buscamos formar um…

17ª Romaria de Pau de Colher acontecerá na próxima sexta-feira (13)

Imagem
No dia de Santa Luzia, próxima sexta-feira (13), será realizada, no município de Casa Nova (BA), a 17ª Romaria de Pau de Colher. Com o tema “Serás libertado pelo direito e a justiça” (Is 1,27), inspirado na Campanha da Fraternidade deste ano, a Romaria terá início às 9h.
A concentração será no “acampamento”, local em que na década de 1930 reuniu um movimento camponês religioso, social e político, composto por aproximadamente quatro mil pessoas. No mesmo espaço, em janeiro de 1938, cerca de mil camponeses foram massacrados pelo Estado brasileiro.

Como de tradição, a Romaria faz memória ao massacre que aconteceu, há 81 anos, na comunidade Pau de Colher. Do acampamento, os romeiros e romeiras seguirão até o pé de juazeiro da comunidade, onde será celebrada a missa. Durante a caminhada, haverá três momentos de parada e reflexão.
A 17ª Romaria de Pau de Colher é organizada pela comunidade, vizinhança, Paróquia de São José Operário/Área Pastoral São Sebastião e Comissão Pastoral da Terra (CP…

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Imagem
Bombas de gás, spray de pimenta, casas destruídas, trabalhadores feridos e cerca de 700 famílias sem ter para onde ir. Essa é a situação dos acampamentos Abril Vermelho, no Projeto Salitre, em Juazeiro, Irmã Dorothy e Iranir de Souza, no Projeto Nilo Coelho, em Casa Nova (BA). Os despejos violentos realizados pela Polícia Federal, que tiveram início na madrugada de hoje (25), cumprem mandados de reintegração de posse em favor da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Em Juazeiro, os/as integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupavam a área desde 2012. No local, há uma produção diversificada da agricultura familiar. “Aqui sustentava pra mais de duas mil pessoas, o projeto é grande, tem banana, coco, tem todo tipo de fruta. A gente alimentava o Ceasa, e o que a gente faz aqui dentro alimentava também a mesa de quem tá fazendo isso aí [destruindo o acampamento]”, desabafa o acampado Francisco Nascimento.
De acordo com os…

Gênero e agroecologia são temas de formação continuada da Rede Mulher Sertão do São Francisco

Imagem
Formação da Rede Mulher discute sobre patriarcado e suas formas dominação com cerca de 35 agricultoras, apicultoras, pescadoras dos municípios de Juazeiro, Sento Sé, Pilão Arcado, Remanso, Campo alegre de Lourdes, Casa Nova, Curaçá, na Bahia. Com a proposta de ser uma formação modular, o primeiro encontro aconteceu nos dias 06 e 07 de novembro, no Centro de Formação Dom José Rodrigues, em Juazeiro. A violência contra a mulher e a divisão injusta do trabalho foram as principais evidências reconhecidas pelas mulheres como a maior expressão do patriarcado. Para a coordenadora da Rede, Jaciara Ladislau, as formações são realizadas no intuito de fortalecer uma rede e apoio e defesa dos direitos das mulheres nos municípios que estão inseridas. Diante da atual conjuntura e fragilidade nas políticas voltadas para as mulheres, estes momentos são, muitas vezes, as únicas oportunidades das mulheres conhecerem com mais profundidade seus direitos, pontuou a coordenadora da rede. Jaciara também desta…

Política Pública foi tema de seminário em Juazeiro

Imagem
A Diocese de Juazeiro promoveu na última quarta-feira (06) o Seminário Políticas Públicas, com o intuito de debater sobre o assunto de forma contextualizada e propositiva. O evento aconteceu no auditório da Câmara Municipal de Juazeiro, reunindo pessoas dos municípios de Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho e Remanso. A temática do seminário dialoga com o tema da Campanha da Fraternidade 2019, que neste ano é “Fraternidade e Políticas Públicas”, inspirada no texto bíblico “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27). Justiça social, autonomia, resistência, luta e liberdade foram palavras ecoadas durante todo o seminário que abordou os desafios das políticas públicas no Território Sertão São Francisco, com o recorte nas seguintes temáticas: Territorial, Educação, Violência contra a mulher, Saneamento Básico, Saúde e rio São Francisco. “Política pública é sinal de justiça social e liberdade”, argumentou a profª Edonilce Barros, que participou da mesa redonda sobre o tema. A profª ai…

Ato em solidariedade reúne centenas de pessoas em Angico dos Dias

Imagem
Missa, cantos, poesias, músicas, cordéis e depoimentos ecoaram na voz de centenas de pessoas em solidariedade e defesa da região de Angico dos Dias, no município de Campo Alegre de Lourdes, Bahia, que vem sendo impactada pela mineração e tentativas de grilagem. Esse momento foi realizado pelo Fórum de Entidades Populares do município, na manhã do último domingo (03), na praça principal da comunidade de Angico dos Dias, que fica a cerca de 72 km da sede do município. O evento contou com a participação de cerca de 500 pessoas oriundas de diversas regiões do município, como Baixões, Malhada, Peixe, Baixão de São José, Lagoa de Pedra, Barra, Lagoa da Onça, Baixão Seco, São Gonçalo, Jiquitaia, Voltas, Sede. "Estamos aqui hoje para defender o direito de permanecer na terra. Solidários com aqueles que sofrem com a mineradora, com detonações, com os impactos. Hoje estamos aqui para dizer não a grilagem de terra, a queimada das Caatingas, a mineradora. Hoje, nós somos povos de Deus”, profe…

Políticas Públicas serão discutidas durante Seminário em Juazeiro

Imagem
Na próxima quarta-feira (6), no auditório da Câmara Municipal de Juazeiro, acontecerá um Seminário sobre Políticas Públicas. O evento busca fortalecer as discussões que vêm sendo realizadas durante todo o ano em torno da Campanha da Fraternidade 2019, que tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas”. O Seminário, realizado pela Diocese de Juazeiro, começará às 14h.
A abertura será feita pelo bispo Dom Beto Breis e o deputado estadual Tum. Em seguida, o professor do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) Adalton Siqueira fará uma palestra sobre o tema do evento.
A programação do Seminário contará ainda com uma mesa redonda composta por professores, integrantes de organizações da sociedade civil e movimentos sociais. A mesa abordará os desafios das políticas públicas em diversas áreas: Territorial, Convivência com o Semiárido, Educação, Violência contra a mulher, Saneamento, Saúde e rio São Francisco.
“Quando se fala em política, precisamo…

Canudos, terra fértil para as juventudes

Imagem
Um território sagrado, palco de uma das maiores experiências de comunidades autônomas e, ao mesmo tempo, da violência e opressão do Estado brasileiro. Foi em Canudos (BA), no último final de semana, que dezenas de jovens do campo e da cidade dos estados da Bahia e Sergipe revisitaram a história do Arraial de Belo Monte buscando fortalecer os processos de resistências atuais.
O Intercâmbio da Juventude foi realizado durante a 32ª Romaria de Canudos, que teve como tema “Canudos, terra fértil da esperança e liberdade”. A troca de experiências - organizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), Conselho Pastoral do Pescadores (CPP) e Cáritas – reuniu jovens de comunidades tradicionais de fundo de pasto, quilombolas, pescadoras, de assentamentos e organizações e movimentos populares.

Uma visita ao Parque Estadual de Canudos fez parte da programação do Intercâmbio. No Parque, os/as jovens visitaram locais históricos da Guerra de Canudos, a exemplo do Vale da Morte, Hospital de Sangue e o Alt…

Incêndio destrói área preservada da Caatinga em Campo Alegre de Lourdes

Imagem
Um incêndio, que começou por volta das 14h da última quinta-feira (10), atingiu parte da área das comunidades tradicionais de fundo de pasto do Território de Angico dos Dias, no município de Campo Alegre de Lourdes. O fogo, que se alastrou por uma extensa área, ainda permanece neste sábado (12).
A área atingida pelo incêndio era composta por várias espécies da Caatinga, a exemplo de aroeiras, angicos, umbuzeiros, umburanas e caroás. “Era uma área bem preservada, com madeira nativa de muitos anos, que tínhamos o maior cuidado e o fogo passou devorando tudo”, comenta o presidente da Associação de Fundo de Pasto de Angico dos Dias e Açu Edinei Soares.



Para os moradores locais, o incêndio foi criminoso e estaria ligado a pessoas envolvidas na tentativa de grilagem de terras das comunidades tradicionais. Após dois dias de intenso trabalho tentando apagar o fogo, os moradores esperam que o incêndio não volte a se espalhar novamente e provoque mais prejuízos.


Texto: CPT Juazeiro Fotos e vídeo…

“Hoje somos todos Angico dos Dias”: Fórum de Entidades presta solidariedade a comunidade impactada pela mineração

Imagem
Na última quarta-feira (2), cerca de 60 pessoas de comunidades rurais e organizações sociais de Campo Alegre de Lourdes (BA) participaram da reunião do Fórum de Entidades Populares do município. Durante o encontro, o assunto mais debatido foram as explosões realizadas pela mineradora Galvani, que fica localizada na comunidade de Angico dos Dias. Os/as trabalhadores/as rurais prestaram solidariedade às famílias atingidas pela mineração e reafirmaram o apoio na luta pela permanência na terra e garantia dos direitos da população. 
O padre Bernardo Hanke iniciou a reunião do Fórum destacando que mais de 80% do município é mapeado para pesquisa mineral e que, atualmente, além das mineradoras outros empreendimentos ameaçam os territórios das comunidades. “Hoje todos nós somos Angico dos Dias, solidários, vendo a dor e sofrimento, procurando junto com o povo do Angico dos Dias as soluções. Hoje foi Angico dos Dias, amanhã poderá ser outra comunidade”, afirmou o padre. 

Na última semana do mês …

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias

Imagem
A população de Angico dos Dias e de comunidades do entorno, no município de Campo Alegre de Lourdes (BA), está assustada com a notícia de que a mineradora Galvani voltará a usar explosivos. Há cerca de três anos, a empresa, localizada no território das comunidades tradicionais de fundo de pasto, realizou explosões que provocaram diversos prejuízos aos trabalhadores/as rurais. As comunidades temem que agora os impactos possam ser maiores. 
De acordo com a Associação de Fundo de Pasto de Angico dos Dias e Açu, as primeiras explosões da Galvani causaram rachaduras em várias casas e cisternas, além de espalhar o sentimento de terror na população. “Eu ia entrando na porta do fundo em casa e aquele vento daquele negócio me jogou pra dentro que eu quase bato na outra parede, ficou todo mundo muito abalado com aquilo, porque ninguém nunca tinha visto”, relata um dos moradores da comunidade. A Associação destaca que até hoje nenhum dano provocado nas casas das famílias foi reparado pela empresa…

“Uma luta só”: comunidades tradicionais de fundo e fecho de pasto e quilombolas unidas na defesa dos territórios

Imagem
“As comunidades tradicionais de fundo de pasto e as quilombolas lutam para conquistar os seus direitos, enfrentam mineradoras e outras empresas, e têm uma luta só, só muda a identidade de cada uma”, comenta Ana Paula Santos, após dois dias de troca de saberes e experiências. A jovem, da comunidade de fundo de pasto Riacho Grande, em Casa Nova (BA), foi uma das participantes do Encontro das Comunidades e Povos Tradicionais, realizado nos dias 30 e 31 de agosto, em Senhor do Bonfim (BA).
Organizado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), o Encontro reuniu integrantes de comunidades de fundo e fecho de pasto e quilombolas de diversos municípios das regiões das Dioceses de Senhor do Bonfim, Juazeiro, Ruy Barbosa, Barra e Irecê.
Durante dois dias, os/as participantes analisaram e debateram sobre o contexto político atual, nos âmbitos federal e estadual, e suas consequências nos conflitos territoriais que grande parte das comunidades presentes enfrentam há décadas. Para estimular a análise d…

Mulheres do Sertão do São Francisco debatem feminismo e agroecologia

Imagem
Liberdade, empoderamento, respeito, organização e coragem. Estas foram algumas das palavras escritas em pétalas que formaram uma grande margarida no primeiro dia da 18ª Assembleia da Rede Mulher do Sertão do São Francisco. Além da força dos sentimentos escritos, o símbolo escolhido para o início do encontro foi bastante representativo. A flor fez memória à 6ª Marcha das Margaridas, que aconteceu no mês passado, em Brasília, e levou 100 mil mulheres às ruas.
Inspiradas na força feminina que tomou conta da capital federal e da líder sindical Margarida Maria Alves (assassinada em 1983), mais de 50 mulheres, em sua maioria trabalhadoras rurais, de Campo Alegre de Lourdes, Canudos, Casa Nova, Curaçá, Juazeiro, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé e Uauá participaram da Assembleia Regional da Rede Mulher. Realizada entre os dias 30 de agosto e 1º de setembro, na Central de Serviços e Apoio à Agricultura Familiar (CESAF), em Juazeiro, a Assembleia teve como tema “Sem feminismo não há agroecologia…

“Esse sistema não vale” é o tema do 25º Grito dos/as Excluídos/as

Imagem
Paróquias, grupos e pastorais sociais da Diocese de Juazeiro irão realizar, no próximo dia 7 de setembro, o 25º Grito dos/as Excluídos/as. Este ano, a manifestação popular, que acontece em várias cidades do país, tem como temática “Esse sistema não vale: lutamos por justiça, direitos e liberdade”. A concentração do Grito dos/as Excluídos/as será às 9h30, na Orla, em frente ao Rei do Caldo.
Diferente dos anos anteriores, nos quais o Grito saía junto com o Desfile da Independência, este ano, a manifestação será no final, após as apresentações. Organizado pela Igreja Católica, o Grito dos dos/as Excluídos/as tem como objetivo denunciar as situações de exclusão social e anunciar a esperança de um mundo melhor.
“É um processo de cidadania, que nos provoca a reflexão sobre o significado da independência de um país. Até que pontos somos independentes se temos várias situações de exclusão? É um momento que queremos colocar para a sociedade o que nós entendemos como independência, que parte dos…