Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

JUSTIÇA FEDERAL ANULA LICENÇA PARA PROJETO VOLTA GRANDE DE MINERAÇÃO

Imagem
A Justiça Federal publicou nesta quarta-feira (25) sentença em que confirma a suspensão do licenciamento ambiental do projeto Volta Grande de Mineração, planejado pela mineradora canadense Belo Sun para a mesma região onde está sendo construída a hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará. A decisão confirma a liminar de novembro do ano passado. A sentença também anulou a licença prévia expedida para o projeto. A expedição da licença havia sido anunciada pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) do Estado do Pará em dezembro de 2013. O projeto Volta Grande de mineração é anunciado pelos empreendedores como o maior do Brasil. O plano é instalar a mina em Senador José Porfírio, a aproximadamente 10 km de distância da barragem de Belo Monte. A empresa Belo Sun, do grupo canadense Forbes&Manhattan, divulgou aos investidores que extrairá, em 12 anos, 50 toneladas de ouro.
Impacto sócio ambiental Assim como na decisão liminar, do juiz federal Sérgio Wolney de Oliveira Batista G…

INTERVENÇÃO POLÍTICO-CULTURAL EM PETROLINA ALERTA SOBRE PLEBISCITO POPULAR

Imagem
Por: Tamires de Lima  
Jovens participantes de movimentos sociais do Vale do São Francisco como Levante Popular da Juventude, Pastoral da Juventude Rural (PJR) e Rede de Educação Cidadã (Recid) realizaram na sexta-feira (27) pela manhã uma intervenção político-cultural na Praça do Bambuzinho, no centro de Petrolina, para informar a população sobre o Plebiscito Popular da Reforma Constituinte.
O ato será realizado em setembro desse ano e tem como objetivo promover mudanças na política brasileira. Com o questionamento “Você é a favor de uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político?” os cidadãos irão votar se aprovam ou não essa questão, que depois será levada aos poderes públicos.
  Panfletos foram entregues para a divulgação do Pleito Popular e os presentes cantaram paródias com letras que chamam atenção sobre o tema “O Plebiscito outras portas abrirão, depois vem moradia, saúde e educação”. Também foi realizada apresentação com o grupo de hip hop Nort Ba Crew, de Juaz…

LEMBRAR: PESQUISADOR PREVÊ FIM INEXORÁVEL DO RIO SÃO FRANCISCO

Imagem
É equivalente a dar oito voltas na Terra — ou a andar 344 mil quilômetros — a distância percorrida por pesquisadores durante 212 expedições ao longo e no entorno do Rio São Francisco, entre julho de 2008 e abril de 2012. O trabalho mapeia a flora do entorno do Velho Chico enquanto ocorrem as obras de transposição de suas águas, que deverão trazer profundas mudanças na paisagem. Mais do que fazer relatórios exigidos pelos órgãos ambientais que licenciam a obra, o professor José Alves Siqueira, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina, Pernambuco, reuniu cem especialistas e publicou o livro “Flora das caatingas do Rio São Francisco: história natural e conservação” (Andrea Jakobsson Estúdio). A obra foi lançada em Recife este mês.
Em 556 páginas e quase três quilos de textos, mapas e muitas fotos, a publicação é o mais completo retrato da Caatinga, único bioma exclusivo do Brasil e extremamente ameaçado. O título do primeiro dos 13 capítulos, assinado por S…

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL INVESTIGA EXTRAÇÃO ILEGAL DE PRATA

O Ministério Público Federal (MPF) moveu uma ação civil pública contra a mineradora canadense Kinross Brasil, que atua em Paracatu, na região Noroeste de Minas, por danos causados ao patrimônio público e ao meio ambiente na extração ilegal de prata. Segundo o MPF, entre 1998 e 2010, a empresa extraiu e comercializou, sem a autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), 42 toneladas do minério no local, com um prejuízo total de R$ 57,2 milhões para a União. 

Além disso, nesse período, e mesmo depois de obter a licença para a exploração, em 2010, a empresa trabalhou sem licença ambiental, sustenta o procurador da República, José Ricardo Teixeira Alves. O MPF também vai pedir à Justiça a suspensão das atividades da Kinross até a apresentação do licenciamento ambiental para a extração da prata.

ROMARIA EM CAMPO ALEGRE DE LOURDES REÚNE HABITANTES PARA DISCUTIR OS PROBLEMAS DA REGIÃO

Imagem