Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

FORTALECER AS ASSOCIAÇÕES DE FUNDO DE PASTO É PRIORIDADE EM PILÃO ARCADO

Imagem
As comunidades de fundo de pasto de Pilão Arcado querem fortalecer suas associações. Isso foi o que ficou definido durante o último encontro do ano desses grupos, realizado entre os dias 10 e 11 de dezembro,  no Centro de Formação da paróquia de Santo Antônio. 
Para os participantes  do encontro, as associações de fundo de pasto precisam  de processos de formação. Para eles, a nova  Lei de regularização fundiária estadual, que estabelece até 2018 o prazo para a  autodefinição dos fundos de pasto, pode pressionar as comunidades tradicionais. Assim, quanto mais organizadas estiverem as associações que representam tais comunidades, maior será a luta de enfrentamento as propostas estatais  e do capital privado que prejudicam as famílias camponesas de fundo de pasto. 
Assim como outros municípios da área de atuação da Diocese de Juazeiro, Pilão Arcado tem sido alvo constante de grandes empresas. Os setores que mais visam suas terras são o minerário e o de produção de energia. Contudo, as áre…

EM AUDIÊNCIA COM DILMA, MST COBRA POLÍTICAS EMERGENCIAIS PARA O CAMPO

Imagem
Na tarde desta segunda-feira (15), representantes do MST participaram de uma audiência com a presidenta Dilma Rousseff para apresentar as principais pautas do Movimento para o novo governo. Durante o encontro, o MST apresentou quatro eixos de propostas  que perpassam o acesso e democratização da terra, o estímulo à produção de alimentos saudáveis, atenção à Educação no Campo, além de reivindicar a criação de novas políticas públicas de infraestrutura de assentamentos, como o PAC da Reforma Agrária.

MAIS DE 200 CONFLITOS SÃO PROVOCADOS POR MINERAÇÃO EM TODA AMÉRICA LATINA

Imagem
“A contaminação social é a perda de valores espirituais, éticos, humanistas. Na mineração tudo se compra e se vende, ela é como um dogma”, afirma Cesar Padilla. O encontro latinoamericano de “Igrejas e Mineração” reúne em Brasília mais de 90 pessoas de 13 países de todo o continente. São religiosos, religiosas, leigos e leigas que debatem de 2 a 5 de dezembro, desafios e enfrentamentos frente às atividades de mineração e o impacto nos territórios e meio ambiente.


Os participantes do encontro relembraram os mártires mortos em função da mineração. Cesar Padilla, do Observatório de Conflitos de Mineração da América Latina- articulação composta por 40 organizações cujo objetivo é defender comunidades afetadas pela mineração- afirma que estão registrados em todo o continente, mais de 211 conflitos provocados pela mineração, aliado a isso a violação aos direitos humanos e criminalização dos protestos contra os grandes empreendimentos.
Para Padilla, as empresas têm perdido as licenças sociais …

JOVENS DISCUTEM RELAÇÕES DE GÊNERO EM CASA NOVA

Imagem
Os papéis construídos pela sociedade para homens e mulheres foram discutidos por aproximadamente 40 jovens de quatro comunidades rurais de Casa Nova e Sento Sé.  Os debates aconteceram durante o 3º Encontro da Escola de Formação da Juventude Rural, entre os dias 29 e 30 de novembro, em Casa Nova. 
O oficina  contou com a participação de Beth Siqueira, engenheira agrônoma especialista nas questões referentes a gênero. Durante as atividades, os meninos e as meninas refletiram  sobre como o meio social pode condicionar os comportamentos de ambos os sexos, e como isso pode ser motivo para vários desentendimentos  e preconceitos. 
Para Juvenal, da comunidade de Riacho de Santo Antônio, "o encontro foi muito bom porque podemos discutir vários assuntos, inclusive como a cultura modela os gêneros". 
Os jovens da Escola de Formação da Juventude Rural de Casa Nova  já participaram de oficinas sobre Cultura e Terra e Território. Ainda estão previstos momentos para reflexões sobre produção…

HISTÓRIA DE D. PEDRO CASALDÁLIGA É RETRATADA EM FILME

Imagem
Uma trajetória intensa. É assim que pessoas que convivem com o bispo emérito de São Félix do Araguaia, dom Pedro Casaldáliga, definem a vida do homem que se dedicou a lutar para que a população mais pobre e os indígenas tivessem consciência de seus direitos e lutassem por eles.
Nesta terça-feira (2), os moradores da cidade mato-grossense na qual Casaldáliga vive até hoje participarão do pré-lançamento do filme Descalço sobre a Terra Vermelha. A obra, baseada no livro que leva o mesmo nome e que conta a história do bispo, é uma coprodução da TV Brasilcom mais duas televisões públicas, uma espanhola e outra catalã, e será exibida no canal brasileiro em três episódios nos dias 13, 20 e 27 deste mês.
Dom Pedro Casaldáliga nasceu em Balsareny, na província catalã de Barcelona, em 1928, e veio para o Brasil aos 40 anos, como missionário, para trabalhar em São Félix do Araguaia. Na região, preocupou-se com a saúde, a educação e a assistência à população. A equipe daEmpresa Brasil de Comunicaçã…