Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

CARAVANA AGROECOLÓGICA DENUNCIA PROJETOS DE DESTRUIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

Imagem
Mais de 50 organizações sociais, públicas e da sociedade civil, incluindo ONGs, movimentos sociais, Universidades, Centros de pesquisas, dentre outras, que participam da Caravana Agroecológica do Semiárido Baiano, estão fazendo um importante levantamento sobre as ações e projetos que provocam a destruição da biodiversidade que ainda existe na bacia do Rio São Francisco. Essa caravana denominada, “Nos caminhos das águas do São Francisco” começou na tarde desta segunda (26), em Juazeiro e se estende até o dia 30 de junho, com um momento de culminância no auditório da Universidade Federal do Vale do São Francisco  (Univasf), também em Juazeiro. Realizada com um importante aporte e logística da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da Promotoria Pública do Meio Ambiente da Bahia e da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), a Caravana ocorre em duas rotas, uma pela região do rio Salitre e outra, pelo entorno do Lago de Sobradinho. Nos primeiro momento de estudos e constatações, os agen…

CARAVANA AGROECOLÓGICA VAI PASSAR POR SEIS MUNICÍPIOS DO SUBMÉDIO DO SÃO FRANCISCO

Imagem
Refletir sobre modelos de desenvolvimento e sistemas agroalimentares a partir de elementos comuns a uma bacia hidrográfica. Esse é o objetivo da “Caravana Agroecológica do Semiárido Baiano: nos caminhos das águas do São Francisco”, que tem início na próxima segunda-feira (26), em Juazeiro (BA). O grupo de 70 pessoas, que fará parte da Caravana, também tem como proposta dar visibilidade a denúncias, conflitos e experiências de resistência e organização de comunidades dos seis municípios que serão visitados.
No primeiro dia da Caravana Agroecológica do Semiárido Baiano, os participantes vão se reunir, em Juazeiro, para um momento de integração e reflexão sobre a região do Submédio do São Francisco. No dia seguinte, a Caravana vai se dividir em duas rotas, uma com destino aos municípios de Campo Formoso e Jacobina; e outra, que passará por Casa Nova, Remanso e Campo Alegre de Lourdes. Durante três dias, integrantes de movimentos e entidades populares, universidades, centros de pesquisas e…

RUPTURAS NOS CANAIS DA TRANSPOSIÇÃO

Imagem
Por Roberto Malvezzi (Gogó)Mais uma vez o canal do Eixo Leste da Transposição do São Francisco se rompeu nesse fim de semana. As imagens e vídeos da ruptura estão pela internet. Diante desses fatos até mesmo o jornalismo paraibano começa questionar a qualidade técnica da obra realizada. Afinal, com os canais expostos há tantos anos ao sol do sertão, sendo remendados várias vezes, sempre restava uma interrogação sobre a funcionalidade desses canais e barragens. Os responsáveis estão dizendo que a correção será feita rapidamente e que não há maiores problemas. Quem sabe seja verdade e o assunto morra aqui. Mas, os sucessivos problemas apresentados desde seu curto funcionamento, comprometendo inclusive a chegada da água ao açude do Boqueirão, em Campina Grande, reforçam as dúvidas de quem já sabia das imensas dificuldades operacionais de uma obra desse porte, sobretudo a longo prazo. Tempos atrás se elogiava muito a engenharia brasileira por realizar uma obra de tamanho porte. Agora há um si…

MINERAÇÃO: EM NOME DO LUCRO, PELO CAPITAL!

Imagem
Empreendimentos deixam rastro de rejeitos no Semiárido

As vésperas do Dia Internacional do Meio Ambiente, 05 de junho, instituído há 45 anos pela Organização das Nações Unidas (ONU), o governo brasileiro aumenta a lista de retrocessos e vira as costas para os problemas ambientais. As várias medidas e projetos de leis ignoram os povos, a diversidade e o meio ambiente em nome do capital das grandes empreiteiras, a exemplo do PL 37/2011, de autoria do deputado federal Weliton Prado – PMB/MG, que flexibiliza a exploração mineral. Segundo o projeto, que voltou a ser pauta no Congresso este ano, o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) será transformado na Agência Nacional de Mineração, autarquia especial vinculada ao Ministério de Minas e Energia, que terá autonomia administrativa e financeira e será responsável por regular, fazer a gestão das informações e fiscalizar o setor mineral. Além disso, o PL dispensa licitação para exploração de minérios destinados à construção civil (arg…