COMITÊ DA CAMPANHA CONTRA OS AGROTÓXICOS REALIZA SEMINÁRIO NESTA TERÇA-FEIRA (25) EM PETROLINA






O Comitê Regional da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, fórum que reúne movimentos sociais, associações, entidades estudantis, sindicatos e organizações não-governamentais do Vale do São Francisco, realiza nesta terça-feira (25), das 8 às 17h, no Auditório do Campus Petrolina do IF Sertão-PE, Seminário da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida. 

A proposta é fazer um levantamento dos desafios que as comunidades/movimentos do campo atravessam na luta contra os agrotóxicos e, a partir de algumas provocações, construir um documento (Carta Aberta) que contribuirá na terceira etapa do Dossiê “Um alerta sobre os impactos dos Agrotóxicos na Saúde”, elaborado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). No evento, além de representantes das entidades que compõem o Comitê, haverá a intervenção de Rafael Rodrigues, da coordenação nacional da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida.

Lançada no Vale do São Francisco em 29 de julho de 2011, a Campanha anuncia a possibilidade da construção de um mundo saudável, que produza alimentos com base em princípios agroecológicos, em pequenas propriedades, respeitando a natureza, os/as trabalhadores/as e consumidores (as), garantindo qualidade de vida para as atuais e futuras gerações.

Com a participação ativa dos movimentos sociais ligados à Via Campesina – MPA, MAB, MST e FEAB, Coletivo Feminista, Consulta Popular, Rede de Educação Cidadã, Levante Popular da Juventude, Grupo de Agroecologia Umbuzeiro e Diretório Central de Estudantes da Univasf, as ações do Comitê estão direcionadas à ampliação do debate sobre os impactos dos venenos na saúde e da exigência de banimento, por meio de um abaixo-assinado, de toda importação, produção e comercialização de agrotóxicos e substâncias já proibidas no exterior.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias

XII Encontrão de Jovens de Campo Alegre de Lourdes