REFORMA AGRÁRIA PODE TER PIOR ANO DESDE 1995


Os índices de reforma agrária de 2012 podem ser inferiores aos do último ano, que, por sua vez, já foram os piores dos últimos 16 anos. Em 2011, foram assentadas 21.933 famílias. Até o momento, o governo Dilma Rousseff assentou este ano 10.815 famílias, de acordo com as últimas informações do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A taxa corresponde a somente 36% da meta de 30 mil famílias prevista para 2012. 

Nos dois mandatos do governo Fernando Henrique Cardoso, a quem o PT acusava de menosprezar a reforma agrária, o número mais baixo foi de 42.912 assentamentos, em 1995. Na última semana, o deputado Valmir Assunção (PT-BA) ocupou a tribuna da Câmara para criticar o ritmo lento da reforma agrária. “Alertamos ao governo e à sociedade brasileira da paralisação da reforma agrária no Brasil, com a diminuição, cada vez mais visível, da obtenção de terras para novos assentamentos”, declarou o coordenador do Núcleo Agrário do PT na Casa. O petista ainda propôs a formação de uma força tarefa nacional para evitar um resultado semelhante ao de 2011. “Ou fazemos isso ou, mais uma vez, amarguraremos um pior índice de reforma agrária”, previu.

Informações do Estadão.   


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“Nós vamos ficar com a morte e a doença”: Em Sento Sé (BA), comunidades ribeirinhas temem empreendimento de mineração

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias