COMUNIDADES RURAIS SE ORGANIZAM PARA RECEBER 13º ROMARIA DE PAU DE COLHER





Debaixo de um histórico Juazeiro, comunitários/as de Pau de Colher e adjacências, em Casa Nova (BA),  se reuniram nesta última quinta-feira 6 para ajustar os preparativos para a  13º Romaria de Pau de Colher, marcada para  13 de dezembro, dia de Santa Luzia. 

Este ano, os romeiros/as irão homenagear o rio São Francisco, que abastece o município e toda a região. Segundo as famílias, mesmo não estando na beira, elas se sentem preocupadas com as suas águas.  

O rio Opara, primeiro nome dado por indígenas ao maior curso d´água nacional, perdeu nos últimos 50 anos cerca de 35% de sua vazão. Entre  os problemas ambientais que o São Francisco tem enfrentado estão as barragens hidrelétricas, como a de Sobradinho, e o acelerado processo de assoreamento. 

A Romaria de Pau de Colher também é uma homenagem aos mortos no conflito de Pau de Colher, ocorrido em 1938. Estima-se que 300 camponeses/as que tentavam se organizar sem depender de latifundiários  foram mortos pela repressão do Estado.





 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“Nós vamos ficar com a morte e a doença”: Em Sento Sé (BA), comunidades ribeirinhas temem empreendimento de mineração

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias