FESTA DA MANDIOCA ANIMA TERRITÓRIO DE FUNDO DE PASTO DA AREIA GRANDE EM CASA NOVA

  
Festividade ocorreu durante todo o dia 

Criada com o objetivo de  escoar a produção de farinha da comunidade, a Festa da Mandioca chega a sua 17º edição com o povo de Melancia, que organiza o evento, e as outras comunidades da Areia Grande festejando a vida no seu território de fundo de pasto, ultimamente tão ameaçado pelo Poder Judiciário.  A festividade aconteceu no sábado 27, na comunidade da Melancia em Casa Nova. 

O dia de festa iniciou com corridas de cavalos, que movimentaram vaqueiros do município,  e seguiu com um grande almoço comunitário gratuito. No final da tarde, ainda ocorreram manifestações da cultura popular como a roda de São Gonçalo. 

 Além do tradicional forró, cujo destaque foi o sanfoneiro Wanderley do Nordeste,  os festejos tiveram ainda a  mostra de produtos da agricultura familiar local,  feitos a partir da mandioca, e, também, a comercialização de diversas hortaliças orgânicas e mel. 

O morador da Melancia e um dos organizadores do evento Valério Rocha ressalta a importância da Festa da Mandioca para o território tradicional de fundo de pasto da Areia Grande. "Todas as comunidades do território da Areia Grande, a Salina da Brinca, Riacho Grande, Jurema,  fazem parte da Festa da Mandioca. Esse é o momento de a gente se encontrar para se divertir, para não ser aquele momento só de tensão e conflito. É o momento de trocar ideias, fazer aquela conversa do dia a dia".  








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“Nós vamos ficar com a morte e a doença”: Em Sento Sé (BA), comunidades ribeirinhas temem empreendimento de mineração

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias