FÓRUM DE ENTIDADES POPULARES REALIZA AUDIÊNCIA COM PREFEITURA DE CAMPO ALEGRE DE LOURDES




Mais de 100 pessoas de várias comunidades de Campo Alegre de Lourdes (BA) se reuniram, no Salão Paroquial do município, para uma audiência com o prefeito Enilson Marcelo Rodrigues. A audiência, proposta pelo Fórum de Entidades Populares da cidade, teve como objetivo discutir políticas públicas relacionadas à educação, transporte, saúde e meio ambiente.

Representantes da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), do Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais (Sasop) e do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa) também participaram da audiência, que aconteceu na manhã da última sexta-feira (24).

Entre as principais reivindicações da população de Campo Alegre de Lourdes abordadas na reunião estão a recuperação das estradas vicinais, a reabertura dos postos de saúde, a melhoria das instalações das escolas e do transporte escolar e a limpeza de fontes de água. Os participantes também cobraram que a lei ambiental do município seja posta em prática e que atue no combate aos impactos ambientais, como os causados pela mineração na comunidade de Angico dos Dias.





Para Marizete Lopes, da comunidade camponesa de Nova Vista, a audiência foi bastante produtiva. “Quem sabe bem o que a gente precisa, as necessidades de nossas famílias é o povo, é o trabalhador. Foi muito positivo a participação do prefeito e também das nossas comunidades”, disse.

O presidente da Associação de Fundo de Pasto de Angico dos Dias, Ednei Soares, também fez uma boa avaliação do encontro. “Estou saindo daqui hoje muito contente com as propostas apresentadas para o prefeito e as sugestões dele. As coisas estão difíceis, mas juntos e unidos como nós estamos trabalhando vamos superar as dificuldades de nossas comunidades”, comentou Ednei.

O prefeito Enilson Marcelo Rodrigues deu respostas positivas a todos os pontos apresentados pelo Fórum de Entidades. A recuperação e pavimentação da estrada de Remanso a Campo Alegre, a proibição de transporte escolar em carros abertos, a finalização da obra da adutora, a ampliação de produtos da agricultura familiar na merenda escolar  e a criação de uma escola família agrícola estão entre os compromissos firmados pela Prefeitura na audiência.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“Nós vamos ficar com a morte e a doença”: Em Sento Sé (BA), comunidades ribeirinhas temem empreendimento de mineração

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias