NOTA PÚBLICA DO FÓRUM DE ENTIDADES POPULARES DE CAMPO ALEGRE DE LOURDES, BAHIA.





As organizações populares de representação e de apoio aos camponeses e camponesas que atuam em Campo Alegre de Lourdes e que compõem o Fórum de Entidades, diante dos últimos acontecimentos, sentem-se no dever de fazer alguns esclarecimentos e de se solidarizarem com a Paróquia diante das acusações, provocações e intimidações recentes. 


Embora exista atuação das entidades que compõem o Fórum há mais de 30 anos, em Campo Alegre de Lourdes, o Fórum de Entidades foi criado em 2008 com a finalidade de apoiar de forma articulada a luta das comunidades: ouve e sente a realidade através de visitas, reuniões e assembleias; contribui com a informação e formação tendo por base a defesa dos direitos; incentiva, apoia, favorece e assessora a organização e o desenvolvimento e divulgação de práticas de convivência com o semiárido, elaboração de políticas públicas e defesa da natureza. 


Diante dos fatos ocorridos nesse município, principalmente na cidade, as entidades ficaram desapontadas com o posicionamento do poder público municipal por ter se sentido afrontado simplesmente porque o povo exerceu sua cidadania na reivindicação de serviços públicos essenciais, ferindo o Direito Constitucional “Todo poder emana (nasce) do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.”(Art. 1º Parágrafo Único da Constituição Federal).


Diante desses fatos, as entidades que constituem o Fórum veem a público:

·        Afirmar que nenhuma ameaça intimidará o papel dessas entidades no apoio à livre manifestação das comunidades, à luta pelos direitos, por justiça e dignidade - ao exercício da cidadania;

·        Informar que manterá sua metodologia de trabalho ouvindo as comunidades através de visitas, reuniões, levantamento dos problemas e provocando para a definição de estratégias com o fim de superação dos mesmos;

·        Convidar as pessoas que não participam do Fórum a se integrarem a essa luta e a não se intimidarem diante das provocações;

·        Reafirmar sua contribuição para o fortalecimento das organizações populares tornando-as legítimas representantes e protagonistas de suas ações;

·        Repudiar o abuso de poder, as intimidações e provocações feitas à Paróquia e especialmente seu pároco, Padre Bernardo, e apoiar a sua missão profética junto aos pobres na defesa da vida. “... é assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da Lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias.” (Artigo 5º, Inciso VI da Constituição Federal);

·        Denunciar as violações de direitos dos cidadãos e cidadãs, buscando as medidas cabíveis.


               "Apenas a opressão deve temer o exercício pleno das liberdades."

                                                                                                              (José Martí)



                                        Campo Alegre de Lourdes, 29 de outubro de 2013.

    

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Alegre de Lourdes

Articulação Regional de Fundo de Pasto

Cooperativa dos Pequenos Apicultores de Campo Alegre de Lourdes – COAPICAL

Articulação Sindical da Borda do Lago de Sobradinho

Comissão Pastoral da Terra – CPT

Serviço de Assessoria às Organizações Populares Rurais – SASOP

Associação Comunitária de Fundo de Pasto de Pitombas

Associação de Moradores do Povoado de Santa Úrsula

Grupo de Jovens Juventude Bandeira do Amor - JAB

Representantes das Comunidades de José da Silva, Coceiras, Alto Alegre, Cacimba Velha, Genipapinho, Santa Maria, Ramalho, Barreiro do Mimo, Barreiro do Espinheiro, Baixão de Antonio José, Baixão Seco, Lagoa Formosa, Pedra do Sino, Boa Sorte, Sítio João Dias, Sítio Folha Larga, Malhada, Lagoa do Sal, Lagoa do Pedro, Santa Tereza, Grotas, Mosquiteira, Barra, Nova Vista, Estreito, Ramalho, Marrecas, Sítio Novo Pedrão, São Gonçalo e Flores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias

XII Encontrão de Jovens de Campo Alegre de Lourdes