POLÍCIA LIBERTA 28 TRABALHADORES EM CONDIÇÕES ANÁLOGAS A DA ESCRAVIDÃO

Trabalhadores libertados no Paraná (Foto: Divulgação / Polícia Federal )
Trabalhadores viviam em condições precárias na fazenda, segundo a PF (Foto: Divulgação / Polícia Federal )
Vinte e oito pessoas foram libertadas de uma fazenda em Inácio Martins, na região central do Paraná, durante uma operação da Polícia Federal (PF) em conjunto com o Ministério Público do Trabalho e Ministério do Trabalho de Curitiba, realizada na segunda-feira (25). De acordo com a PF, os trabalhadores atuavam no corte de erva-mate e eram mantidos no local em condições análogas à escravidão. O município fica localizado a 64 km de Guarapuava. A operação foi realizada após a denúncia de um dos funcionários, que conseguiu fugir da fazenda. 


Ainda segundo a PF, os trabalhadores viviam em situação degradante com filhos menores, sem quaisquer condições de higiene, alimentação e assistência médica em meio à mata nativa. E pelas condições impostas pelo empregador, eles não tinham condições de deixar o local.

O proprietário pela empresa que contratou os trabalhadores foi preso e vai responder pelo crime de redução à condição análoga à de escravo, previsto no artigo 149 do Código Penal Brasileiro. Se for condenado, deve cumprir pena de dois a oito anos regime fechado, segundo a PF.

Fonte: g1.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Centenas de famílias estão na rua após despejos violentos em acampamentos do MST

Mineração: uso de explosivos aterroriza comunidade de Angico dos Dias

XII Encontrão de Jovens de Campo Alegre de Lourdes